1. O que é febre e o que a provoca?

A febre é uma das principais causas de ida ao serviço de urgência, causando muita preocupação aos pais. A temperatura corporal é regulada por um centro regulador da temperatura que poderemos comparar, de uma forma simples, a um termostato. O termostato corporal tenta fazer com que a temperatura se mantenha equilibrada a determinado valor, normalmente entre os 36ºc e 37,5ºc. A temperatura vai variando com a idade, com a altura do dia (mais alta à noite) e nível de atividade física (mais alta com mais atividade).

Para combater determinadas infecões, o termostato do organismo ajusta a temperatura corporal para valores mais elevados, surgindo assim a febre. Ou seja, a febre não é uma doença, apenas é uma resposta fisiológica do organismo controlada pelo nosso cérebro para combater as infeções (por vírus, bactérias ou outros), diminuindo a propagação dos microrganismos no nosso corpo.

De forma geral, febre significa uma temperatura acima de 38ºc. Estes valores podem variar conforme o local onde é feita a medição (axilar, auricular, testa ou retal). A temperatura medida na axila, ouvido ou testa, apesar de serem mais fáceis de obter, não são tão fiáveis quanto a temperatura retal.

Mais importante do que o valor da temperatura, é o quão doente parece estar o seu filho para si. O estado geral da criança é sem dúvida um dos fatores muito importante.

  1. O que causa febre?

É habitual a criança ter febre quando está constipada, com quadro de gripe, gastroenterite, … Em alguns casos, as crianças ficam com febre após serem vacinadas. Na grande maioria dos casos, a febre associa-se a uma situação benigna, de curta duração (3-5 dias).

  1. Como tratar a febre?

Isso depende do que está a causar a febre. A febre em si não é prejudicial, por isso, geralmente não é necessário tratá-la. No entanto, as crianças com febre habitualmente sentem-se desconfortáveis e indispostas. Dar medicamentos para o alívio da febre, como paracetamol ou ibuprofeno, pode ser útil para esse desconforto. Por exemplo, uma criança com mais de 6 meses que tem uma temperatura inferior a 38,9ºC, e que é saudável e que está a brincar normalmente, não precisa necessariamente de tratamento.

Os antibióticos funcionam apenas em infeções causadas por bactérias, não em infeções causadas por vírus. Por exemplo, os antibióticos não funcionam numa constipação ou gripe. Por esse motivo, os antibióticos apenas serão prescritos caso haja suspeita que a febre é causada por uma infeção bacteriana.

  1. O que pode fazer para ajudar o seu filho a sentir-se melhor?
  • Não deve agasalhar demasiado a criança, para permitir que o corpo perca calor. Vista seu filho com roupas suficientes para que ele fique confortável e não esteja tremendo ou suando.
  • Ofereça-lhe líquidos com frequência, para recuperar o que perde com a transpiração.
  • Deixe o seu filho descansar o quanto quiser.
  • Não é recomendado dar banho ou passar esponja de água tépida/fria, pois isso pode agravar o desconforto sentido pela criança.
  • Observe o seu filho para ver se há sinais de que a doença está a agravar.
  1. Quando procurar ajuda médica?
  • Criança com menos de 3 meses qualquer que seja o valor da febre (>38ºc), mesmo que pareça bem.
  • Criança entre os 3 e 36 meses e temperatura retal superior a 38ºc que dure mais de 3 dias. Deve ir de imediato se o seu filho parecer doente, ficar agitado ou se recusar a beber líquidos.
  • Criança entre os 3 e 36 meses de idade e temperatura retal superior a 39ºc.

Independentemente da idade da sua criança, deve consultar um médico se:

  • Tiver irritada ou prostrada, sendo difícil de despertá-la
  • Tiver dificuldade em respirar ou vómitos persistentes
  • Temperatura retal superior a 40ºc (temperatura axilar superior a 39,4ºc)
  • Tiver uma convulsão causada por febre
  • Se tiver uma doença crónica e o seu médico lhe disse para procurar uma avaliação imediatamente se ele desenvolver febre.
  • Se tiver febre e manchas/pintas na pele

Lembre-se:

  • As febres são comuns em crianças e a maioria é causada por vírus.
  • Se o seu filho parece bem e está feliz, não há necessidade de tratar a febre.
  • Certifique-se de que seu filho bebe muitos líquidos.
  • Crianças com menos de 3 meses com febre devem ser vistos por um médico.
  • Observe o seu filho quanto a sinais de agravamento da doença.
  • Consulte um médico se a febre não baixar e seu filho parecer estar cada vez mais doente.